Relações Públicas: o elemento de equilíbrio numa sociedade dinâmica

Os séculos XX e XXI estão marcados pela mudança. Nunca antes na historia se assistiu a transformações tão rápidas como nas últimas décadas: transformações a nível social, económico, politico e tecnológico. Renovaram-se mentalidades. Transformam-se as estruturas de todos os setores de atividade. Novos comportamentos de consumo e necessidades surgiram. Ostentamos novas exigências face às organizações com as quais estabelecemos relações no nosso dia a dia. Fala-se de assuntos que até agora nunca tinham sido discutidos. As preocupações da sociedade mudam incessantemente.

Se as organizações pretendem sobreviver aos tempos que correm necessitam de se adaptar às demandas de uma envolvente permanentemente em mutação. Adaptar-se às necessidades dos seus públicos, satisfazer exigências e preencher parâmetros são pontos que não podem ficar esquecidos na lista das ações prioritárias. Uma organização simplesmente não subsiste sem públicos satisfeitos nos dias que correm. Estes são o combustível de toda a atividade económica mundial.

A lista de funções de um RP e do seu contributo para as organizações é infindável. Falaremos agora numa apenas: analisar e compreender o mundo à sua volta. Tomemos como exemplo um acontecimento/tendência que tomou grandes dimensões em termos globais e que modificou todo o mundo das redes sociais: o crescimento do Instagram. É crucial pensar: como pode beneficiar a minha organização desta ferramenta? E como podem beneficiar os públicos da nossa presença nesta rede social? Irá este passo contrariar a minha cultura organizacional e valores?

Este pensamento permite às RP compreender o que está a acontecer num determinado momento para poder aconselhar da melhor forma possível os quadros de gestão sobre o rumo a tomar face a uma determinada situação.

Este pensamento estratégico é uma mais valia nas decisões e na formação de estratégias organizacionais. O CEO estará sempre informado sobre todos os acontecimentos e tendências que poderão influenciar o desempenho da organização. A perceção e compreensão do ambiente que nos envolve permite uma rápida adaptação da organização aos novos tempos de modo a acompanhar as tendências e satisfazer as necessidades dos seus públicos. O objetivo é criar relações estáveis e duradouras com os públicos num ambiente que muda constantemente.

Portanto, a meu ver, as RP são uma forma de interpretar o mundo que deve estar em constante cooperação com os quadros de gestão para que se decida acertadamente o próximo grande passo a dar.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s